domingo, 14 de maio de 2017

Friends pela segunda vez

Sempre fui muito contra ler o mesmo livro duas vezes. Achava que de alguma forma, a emoção de ter lido na primeira seria esquecida, soterrada por uma nova experiência. Mas o engraçado foi que, numa situação de muito caos, a única coisa que eu queria assistir era Friends, mesmo que já tivesse visto tudo dois anos atrás.
Ás vezes a gente se dá conta de que há algo capaz de nos fazer rir quando a vida real está muito muito triste. Funcionou pra mim. Mas como tudo que começa, acabou. É lógico que eu já sabia o que ia acontecer, qual seria o final. Os personagens envelheceram nos dez anos corridos da série, a vida profissional e emocional se desenvolveram, assim como deve acontecer com a minha.
Espero que da próxima vez que começar a assistir Friends não seja porque estou triste, com certeza não vai ser por isso. Eu posso assistir novamente, nunca vai ser igual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário