sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Receita da opressão

Eu gostaria de estar nua. É mais confortável, aumenta - com o passar do tempo - o nível de aceitabilidade do meu corpo. Talvez, se passasse mais tempo nua, não sentiria tanta vergonha de mim mesma na praia ou na hora de fazer amor.
Acho que todos deveriam ter horas diárias de nudez em suas casas. Para se amar mais, se gostar mais. Mas estou vestida e na faculdade. Queria ficar parada, olhando o nada e tirando meleca se sentisse que algo lá dentro está me incomodando. Aqui as pessoas debatem e argumentam falando e escrevendo, mas olham torto se te vêem em silêncio.
Minha solução foi abrir um texto qualquer e pôr no colo para fingir estar olhando para uma direção (e quem passasse ainda acharia exemplar) e depois colocar os óculos escuros na cara para o caso de querer fechar os olhos e pensar mais intensamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário