sexta-feira, 29 de abril de 2016

O caderno

É como a vida. Promete um sem fim de possibilidades dentro de uma pequena limitação: sua vida útil. Que talvez seja proveitosa em um ano de escola, ou em milhares de pequenas anotações pessoais. Não importa o que você faça com as folhas, se um barco de papel ou um texto literário, o que importa é que você faça algo para não definhar no branco do esquecimento.

 

Bilhete na geladeira de um patrão

Por favor, não esqueça de apagar a luz da cozinha.

Lista de mercado

6 dúzia de pães
1 garrafa de vinho tinto
1 bandeja de costela
1 garrafa de Bom Ar
1 maçã
7kg de conhecimento
2 cebolas


Símbolo

Você já pensou que poderia ver a imagem da ironia? Olhando pra você? Rindo da sua cara e dizendo: Olha aqui, é possível me representar e você deve ter uma tatuagem de mim, um cordãozinho, um pingente, e nunca soube, haha, que otário (a).


Onde está o "dentro" e o fora? Em que ponto há a transição entre subir e descer? Que tipo de movimento você acha que isso faz?
Oi, eu sou a ironia.

(Créditos à professora Luciana Salles)

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Vejo enfim a luz brilhar

Nosso dia chegou novamente, pela sexta vez. Os números nunca foram meu forte, você sabe. Eles nunca me serviram para medir as coisas importantes como a saudade, admiração e amor. Hoje ele simboliza meio ano, cento e oitenta dias, quatro mil trezentos e vinte horas... São dados que não nos servem. Juntos não precisamos contar o tempo, só aproveitá-lo.
E já que estamos falando em medidas que para nós são insuficientes, por que não citar também as letras?
Talvez eu escreva a frase "eu te amo" em todas as folhas desse bloco, talvez essa frase - ainda que muito repetida - não expresse tudo que eu tenho dentro de mim. As músicas, os romances e os contos de amor me fazem lembrar de você, mas também não têm a sua totalidade.
Você é uma poesia viva que canta, caminha e sorri para mim. Deixe-me recitá-lo pela eternidade.


sábado, 23 de abril de 2016

Dicas de páscoa

A páscoa já passou há muito tempo, mas há algo que eu tenho a dizer. Se você pensa em economizar e fazer chocolate em casa, investe tempo vendo vídeos no youtube - que fazem tudo parecer mais fácil - CALMA. Eu cometi esse erro.
O primeiro ponto é o seguinte: Não acredite na facilidade dos vídeos do YouTube. Dificilmente as pessoas estão fazendo pela primeira vez, eu não estou dizendo que elas são más, de forma alguma, graças a algumas meninas eu consegui fazer meus chocolates. Só que: trabalhar com chocolate é tão normal para algumas moças dos vídeos que elas levam na naturalidade, então aqui vão algumas dicas de quem sofreu por algumas HORAS na primeira vez que fez chocolates para páscoa.

1- O chocolate que você escolhe pra fazer a casquinha da trufa, ou seja, aquela parte de fora, é muito importante. Não compre o mais barato, tem mais cera que chocolate naquela budega. "Ah, mas garoto é caro e eu não posso vender meu fígado pra comprar Nestlê" Ok, ok, eu entendo. Eu comprei uma marca média, (Harald) o que isso quer dizer? Que ela não tem gosto RUIM, mas não é tão saborosa quanto as outras mais famosas.

2- É tanto nome que dão pro chocolate que puta que pariu. "Chocolate fracionado", "Chocolate hidrogenado", "Chocolate puro". O que eu tenho a dizer a vocês? Comprem de preferência o puro e o fracionado, mas nunca o hidrogenado, pelo amor de Deus. Tem gosto daquelas bolinhas e guarda-chuvinhas horrorosos que você comia quando era criança. A diferença entre eles é a quantidade de gorduras, óleos ou porcentagem de cacau presente na composição.
Para mais informações leia: http://www.icupcake.com.br/diferenca-chocolate-puro-chocolate-fracionado-chocolate-hidrogenado/

3- Vai parecer burrice, mas quando eu e minha amiga Mayra fomos fazer o chocolate tivemos um grande problema na primeira etapa: cortar o chocolate para derreter. O que aconteceu? Quando nós compramos, guardamos na geladeira - ainda que na loja ele não esteja guardado dessa forma - e tiramos apenas na hora do preparo. Mayra quase chorou porque o chocolate dela estava tão duro, mas tão duro, que foi impossível cortar como gente normal. Tive que partir pra agressividade, usar faca quente, fazer força, gritar etc (e aí partiu). Então a dica é a seguinte: deixe fora da geladeira por uma hora antes de começar a fazer.

4- Quantos chocolates você tem a fazer? Uma banda de ovo? 5 trufas? 10 bombons? Deixa de ser miserável e compre mais de uma forma. Eu tive esse problema. Comprei apenas uma forma com cinco espaços para trufa e adivinha? Tinha que fazer 60. Eu disse 60. De cinco em cinco. Então, por favor, não deixe meu erro comendo solto por aí.

5- Na hora de derreter o chocolate (em banho maria) NÃO corra o risco de deixar cair UM PINGO de água no seu chocolate derretido. Vai virar uma papa estranha, parecido com massa de bolo embolotada, que transpira e eca. (Isso também aconteceu comigo porque a gênia pegou uma travessa de vidro que encaixava dentro da panela com água quente e, ao mexer, a água respingou). Use um recipiente de vidro resistente a calor SOBRE a panela. O calorzinho da água quente fará com que seu chocolate derreta, sério.

6- Na hora de fazer o recheio do que quer que seja, pense nas suas artérias, não é porque você ta comendo chocolate que vai encher o pobre do recheio de gordura com creme de leite. Normalmente está escrito nos sites de receita, para render e deixar mais cremoso. Mas não faça isso. Coloque uma porcentagem maior de leite puro. Vá pingando aos pouquinhos no recheio e mexa. Vai ficar cremoso e mais "saudável" (ou eu deveria dizer menos gorduroso?)

7- Sobre o recheio: Dizem que é pra fazer como ponto de doce normal (aquele de enrolar) e misturar creme de leite que fica bom. Agora depende de como você faz o seu doce "normal". Eu coloco leite condensado e chocolate em pó para o brigadeiro. Só. Tem gente que coloca manteiga, mas eu não vejo necessidade. A manteiga serve para dar liga e brilho ao doce (é o que a minha vó diz), mas, criatura, estamos fazendo um recheio, você não quer dar mais liga e brilho é o de menos para o que está dentro de uma capa de chocolate.

Acho que é isso. Espero que tenha ajudado a humanidade sem perpetuar meus erros ao infinito <3

terça-feira, 19 de abril de 2016

Nossa, como sou boa com títulos

Fim

Portões da alma

Eu não quero lágrimas, quero olhos. O dia passou e tudo que eu senti foi um remorso, um vazio. A minha energia estava pesada, ruim, se eu desse mais um passo sabia que ia cair na memória de novo. Eu pareço ser uma memória tão boa, que a presença pode ser demais. Tenho medo dos erros e do arrependimento, tenho medo também da tristeza que sinto. Desculpe, eu não queria magoar você. Só de pensar na palavra "desgaste" o meu peito dói.
O meu propósito é te fazer feliz, amor, não levar aborrecimento.
Desculpe.

domingo, 10 de abril de 2016

Modelos

Há cabelos que crescem, almas que se cortam, tradições que permanecem. Recados só são dados para aqueles que tem a condição de recebê-los, um destinatário que compreenda sua mensagem, senão a ironia acaba virando exatamente o que não queria dizer, sabia?