quarta-feira, 30 de março de 2016

Tik

Sonhar com uma foto dum verde intenso, um homem alto de costas pra você. Mas não é só isso, parece que ele vai cair da ribanceira, com as mãos nos bolsos, discretamente, assoviando, num passo frágil e despretensioso para a morte.

Metalinguagem temporal

Ultimamente tenho pensado no futuro do pretérito, no pretérito mais que perfeito. No fundo, descobri que esses tempos são incompreensíveis não por culpa do português, mas pela incapacidade do ser humano de lidar com tantas possibilidades.
Tenho registradas em minha mente três ideias: passado, presente e futuro que de nada me ajudam já que aquele é imutável, este - como diria Drummond - intangível e esse inexistente. Se eu parar pra pensar em relatividade do tempo, hoje é o futuro do meu eu pré-adolescente e em alguns anos o passado do meu eu idoso.
Se você espera que eu entenda de relatividade, meu caro leitor, está enganado, eu não sabia nem que ia escrever esse texto.

Março

Março chegou, foi dividido, parcelado, registrado, confirmado e autenticado em cartório. As emoções de março foram tantas, das mais diversas, que eu não tive coragem de postar nada aqui ora por euforia ora por lentidão.
Esse mês me reservou todo tipo de surpresas, até que eu consigo surpreender a mim mesma quando o assunto é relacionado ao coração.
Enfim, hoje é dia 30 e eu só espero que os ensinamentos reservados para esse ano venham com mais calma. Março foi estupidamente agitado e eu descobri que até as pessoas mais enérgicas precisam respirar.

sexta-feira, 11 de março de 2016

Silêncio

Você não sabe se o silêncio é o excesso de coisas acontecendo que te faz emudecer, se você não tem nada pra falar ou se você está com vergonha demais dos últimos dias para contar o que está acontecendo.
É pau, é pedra é o fim do caminho.
Só uma dose de bom humor... Deve resolver.

Quando a minha vó vem aqui em casa:

Minha mãe: - MÃAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAE.
Minha vó: QUI ÉEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE, ILZA??????????????????

Nhá ;3
Não é só comigo <3