sexta-feira, 6 de novembro de 2015

O problema de ter uma auto-estima baixa

Os primeiros sintomas aparecem quando sua taxa de saco cheio se mantém em 60% mesmo que você durma sete horas seguidas. Você pode começar sentindo leves pontadas de inveja nos cabelos alheios e procure urgentemente um tratamento se você já está no nível de querer raspar a cabeça e comprar uma peruca.
A fase inicial é a mais depressiva (na qual você só se culpa por ser feia e pensa que NINGUÉM pode fazer nada pra mudar isso só com amor, carinho e palavras incentivadoras). Então, a menos que você comece a investir PESADO em manicures, escovas de hidratação e 2kg de cera para peles sensíveis, não compre chocolate. Porque aí é foda, você já não está se ajudando e ainda vai se ENTUPIR de gordura hidrogenada?
A fase intermediária (deve ser a que eu estou agora) é aquela em que a dita cuja resolve gastar cada centavo de suas economias - que tinham um objetivo real e grande, devo dizer - em qualquer coisa que melhore sua aparência. No meu caso a minha poupança serve para cinco milhões de fins e não tem dinheiro pra pagar nem um deles. Vou listar, porque vai que eu me arrependo de gastá-la toda em cabelo/unha/depilação.
Ta. Melhor eu listar mentalmente porque só de pular o parágrafo para começar a escrever já me senti idiota. Welcome to the jungle.
E a fase final... Cara. Eu vou acabar fazendo a unha/cabelo/qualquer coisa pra me sentir menos feia do que to sentindo agora.
Enfim. Foda-se. Só eu posso falar de mim... Então... Cala a boca.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário