segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Frida

Onde não puderes amar, não te demores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário