terça-feira, 13 de outubro de 2015

Almas antigas que habitam novos corpos

Eu estou entrando nessa dança com um passo de cada vez. E enquanto meu corpo se move os pelos se arrepiam e cada sopro levanta meu corpo com leveza.
Eu estou dançando para mim, eu dou voltas no salão e sinto a leveza dos tacos e dos reflexos.
Quero meu vestido leve e minha música. Quero Amira Willighagen e toda pureza de sua voz. Linda criança, eu estou mais feliz com a minha vida por ter te ouvido cantar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário