sábado, 19 de setembro de 2015

O universo na casca de noz

Desculpe, Stephen Hawking, mas eu acho que eu to sacando tudo de teoria do impossível (que tem a chance de 0,00000000000000001% de acontecer) e esse título é completamente perfeito para esta situação:

- Então, Mari, eu preciso ir embora.
- Ta bem. Já está tarde, vou chamar um táxi.
- Ah ta. Eu espero, melhor. Mas... Você sabia que o Pedro trabalha com o pai, que é taxista, atendendo ligações?
- Sério, eu não sabia. Pera, atendeu aqui.

"- Alô? Táxi Confiança, boa noite.
- Boa noite, com quem eu falo?
- Hã... Pedro.

Longa pausa


(Gesticulando para a Tai para o telefone sem proferir sons)
- O NOME DO CARA É PEDRO.

Muitos risos
Daí eu comecei a rir. E a chamei para atender o telefone no meu lugar.

- Ah. Oi. Eu quero um táxi para ***, por favor.
- (ele fala alguma coisa)
- Por um acaso seu sobrenome é **?
- (ele concorda)
- Ah! Oi, dindo. O táxi é pra mim, é a Tai.

De todas as cooperativas do Rio de Janeiro, foi a do Pedro. De todos os atendentes disponíveis para atender o telefone, foi o Pedro. E colocando essa coincidência absurda em números, algorítimos, e binários e essa porra ai, temos a teoria da IMPOSSIBILIDADE.

Obrigada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário