quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Banheiro de ônibus

Você entra. Aí alguém fecha a porta com você lá dentro e fica tudo escuro.
- Raquel. Ta escuro aqui. Se eu tivesse claustrofobia eu já tinha morrido.
- Ah. Verdade. Mas pra acender a luz basta trancar a porta.
Plim. A luz acendeu mesmo. Ai ta né. Você percebe que o sanitário é pequeno e redondo e tem muitos lugares para segurar ao redor do banheiro. Escolhi dois e tentei. Pra quê?
O ônibus nunca fez tantas curvas comigo lá dentro e pra piorar meu xixi não queria sair reto... Ia mais pra esquerda, sei lá como fez isso.
Bem, tudo terminado, hora de lavar a mão. Cadê a água?
- Ah, legal, tem um botão escrito "água".
Aperta e... UHUL, água.
- Agora para sozinho né? Ele deve soltar uma quantidade de água pra lavar a mão e para né...
Não parava.
APERTA O BOTÃO, APERTA O BOTÃO.
Parou. Ufa.
E agora pra sair... Nossa, como a porta é dura. Vou empurrar com o ombro né.
BLAM. Abriu :3

Nenhum comentário:

Postar um comentário