quinta-feira, 16 de novembro de 2017

O é das coisas

Algumas coisas apenas são.
O sentimento é.
Se sentimento fosse verbo, seria intransitivo.

A mensagem que eu não mandei

Eu, tropeçando nos passos ainda infantis da caminhada que chamo de vida, reparei que hesito em muitos momentos, mas não são os tipos de momentos que fazem a diferença. É no fato da palavra "muitos" acompanhar o "hesitar" e isso soar natural.

sábado, 11 de novembro de 2017

193

Tudo aconteceu no passado enquanto eu via Inuyasha, mas o site pelo qual eu acompanhava foi retirado do ar e eu não me lembrava em que episódio estava. Então eu entrei pra faculdade e tudo que se relacionava a minha antiga vida foi, aos poucos, se calando.
Já que não me lembrava em que episódio havia parado, por que não começar tudo de novo? Assisti pelo computador, quando não pude dormir no meu quarto, quando deveria estar estudando, quando deveria estar dormindo.
Foram muitas aventuras e apenas um vilão. Kagome foi separada do Inuyasha por três anos depois que fez o desejo correto para a Shikon no Tama. Ambos continuaram se amando, apesar de não se verem durante esse período.
A joia foi destruída e não se sabe o nome do que fez o poço voltar a funcionar e fazê-los se reencontrar de novo. Pode ser que magia e amor sejam sinônimos nesse caso.

"Enquanto eu e Inuyasha vamos em direção ao amanhã."


Itoshii

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Em sono, em sonho




Eu só queria um carinho.

O atraso

20:00
Acho que vou começar a fazer a prova das crianças, depois eu pego os textos da monografia pra ler. Da tempo, tá cedo.
21:00
Hmm. Acho que vou jantar, oba tem sopinha, bom que é leve.
22:00
Nossa, que legal, finalmente vou conseguir terminar essa prova. Finalmente uma ideia de tema bom, nossa, eu amo o meu trabalho.
00:00
DEUS. Do que adianta eu tomar sopa se vou comer meio pão, um saco de torradas e bolo de aipim até enjoar? Que fome do krl.
01:50
Tudo bem... Agora só falta a segunda chamada. Mas e se eu der uma dormidinha? Ninguém precisa saber, é só uma dormidinha até amanhã. Essa porra já está atrasada mesmo...

domingo, 22 de outubro de 2017

Boceto

La sinceridad es comunicativa.

La vida no se recompone. Se deja contemplar y eso es todo. La imaginación poética no puede ser otra cosa que una visión más completa de la realidad. Si los personajes que el poeta crea nos dan la impresión de la vida, es porque son el poeta mismo, el poeta multiplicado, el poeta ahondado dentro de sí mismo en un esfuerzo de observación interna tan poderoso que sorprende lo virtual en lo real y vuelve a tomar, para hacer una obra completa, lo que la Naturaleza le dejó abocetado o como simple proyecto.

Henri Bergson, La risa.

Panquecas com mel

Tenho ido dormir mais cedo porque a ansiedade do que pode acontecer na manhã do dia seguinte é muito grande. Ontem havia estabelecido que iria começar meus estudos investigativos sobre o teatro cervantino às oito da noite, depois de lanchar e jogar vídeo game.
Ás oito em ponto eu já tinha lavado a louça, tomado banho e desligado o console. Deitei na minha cama, olhei pro teto. Então comecei a imaginar, e só de retornar àqueles pensamentos fico arrepiada.

No meu sonho tínhamos um combinado. Estávamos na praia, mas ventava bastante, por isso as roupas eram um pouco pesadas. Esticamos a toalha, nos sentamos de costas um para o outro e então começávamos a contar as aventuras da vida, caso achássemos pertinente, apoiávamos as costas um no outro.
Virávamos de frente para o mar, contávamos mais alguma coisa, se pertinente, os ombros se encostavam. Virávamos de frente um para o outro, mais alguma coisa, se pertinente, dávamos as mãos. A coisa acabava aí, você ia pra sua casa, eu ia para o hotel. Escurecia. Eu lembro de levar meu vídeo game pro hotel e estar desligando para ir dormir quando o recepcionista liga para o meu quarto avisando que alguém me esperava lá embaixo.
Autorizei que você subisse. Sua expressão era confusa, a respiração descompassada. Então você me abraçou e fechou a porta.

Quando dei por mim, estava dormindo.